Voltando ao secretariado e principais assessores do futuro governador Marcos Rocha, já se divulgou uma lista inicial com quatro nomes que, certamente, estarão no time: Evandro Padovani, para a Agricultura; Coronel Mauro Flores, para a Polícia Militar; Júnior Gonçalves, em área ainda não definida e Elias Resende de Oliveira, provavelmente para a Casa Civil.  Agora surgem mais possibilidades concretas. Segundo fontes muito bem informadas e próximas ao Coronel Governador, David Inácio Filho, um militar entre os mais próximos do novo comandante do Palácio Rio Madeira/CPA, está com uma mão e meia na taça, para ser o novo diretor geral do Detran. Fabrício Lemes, ainda jovem, é agente penitenciário e faz parte do time muito próximo ao futuro Governador. Ele está cotadíssimo para ser o novo secretário da Sejus, cargo, aliás, que o próprio Marcos há ocupou. Alguém já ouviu falar na dona Semayra Moret? É um nome diferente, mas que certamente passará a ser muito conhecido a partir de agora. Ela é assessora direta de Marcos Rocha há bastante tempo, foi sua chefe de gabinete na Sejus e, mais que isso, tem sido uma servidora fiel há anos. Ela deve ser personagem muito próxima ao Coronel, provavelmente ocupando novamente sua chefia de gabinete. Fala-se que dona Semayra é uma pessoa muito correta e que terá posição de destaque no contexto do grupo mais próximo a Marcos Rocha.  Tem mais: para o comando do DER, o personagem até agora mais cotado é outro policial militar e que também é engenheiro civil. Sávio Ricardo foi coordenador de obras da Sejus, parceiro do Coronel Governador há muito tempo e uma pessoa da sua inteira confiança.

Para a área financeira, há pelo menos um nome já praticamente certo, embora não se saiba se ele será o secretário da Sefin ou terá apenas alguma função de grande importância no contexto daquela área nevrálgica do Governo. O tenente coronel Valdemir Carlos Góes, da extrema confiança pessoal de Marcos Rocha, está sendo sondado para estar novamente num setor que trate do setor financeiro. O convite inclusive já teria sido feito, mas Góes ainda não teria dado a resposta final. Por fim, para a secretaria da saúde, depois que o médico porto velhense Fernando Máximo, que faz parte da equipe de transição, teria preferido manter-se apenas como um importante apoiador do governo que começa em 1º de janeiro e não assumir a saúde estadual, o nome mais cotado passou a ser o do  médico de Ji-Paraná, Kaius Prieto. Pastor evangélico, Kaius é muito próximo de Rocha e de sua família. É filho do ex deputado federal por Ji-Paraná, o também médico Dejair Prieto. Ainda faltam nomes para áreas importantes como a Educação, o Planejamento e a Segurança Pública. Em breve, a relação completa da equipe do novo governo será anunciada. A data prevista é 18 de dezembro. Até lá, a coluna vai adiantando aos seus milhares de leitores,  algumas dessas personalidades que comandarão nossas vidas, no Estado, dentro de pouco mais de um mês...

 

 

NA SEPLAN, PIMENTEL PODE FICAR

Há várias informações percorrendo os bastidores, inclusive dentro da Assembleia Legislativa, onde o tema é voz corrente, de que Antônio Pimentel deve ficar no governo. Será uma exceção, num contexto em que o governador eleito Marcos Rocha havia anunciado que não convidaria nenhum membro da atual equipe para permanecer no posto. Mas Pimentel, funcionário do quadro do Estado, eficiente e respeitado, assumiu o Planejamento quando Confúcio Moura deixou o poder para concorrer ao Senado e Daniel Pereira chegou para substituí-lo. Agora, ele está tendo um papel importante, embora como sempre agindo mais nos bastidores, principalmente na preparação dos detalhes acerca do futuro orçamento que comandará todas as ações financeiras do governo que assume no primeiro dia de janeiro próximo. Não só Pimentel, como parte da sua equipe atual, pode também permanecer em suas funções, embora, é claro, tudo ainda esteja no campo da hipótese, já que o governador eleito não fala uma só palavra, publicamente, sobre a questão.  José Lourenço da Silva Filho, Conceição Rúbia de Souza, Klicia de Mello Lima e Jorge Fernandes Júnior, que fazem parte da equipe comandada por Antônio Pimentel, são alguns dos técnicos que poderão continuar em suas funções atuais. Claro que ninguém confirma qualquer informação sobre isso, mas a coluna garante que a historia é real, plausível e com grandes chances de se tornar realidade.

 

UMA INJEÇÃO DE MUITA  GRANA

Para o funcionalismo estadual, a semana é de bolso cheio. Será a segunda sexta-feira seguida em cairá dinheiro na conta dos servidores. Na anterior, o Governo do Estado pagou algo em torno de 250 milhões de reais, relativos ao salário do mês de novembro. Nessa sexta, cairá na conta a parcela final do 13º salário, já que a primeira foi paga em julho passado. O valor total da segunda parcela será de, aproximadamente, 125 milhões de reais. Daqui a 20 dias, será pago o valor correspondente ao salário de dezembro, para os quase 50 mil funcionários públicos que prestam serviços ao Estado. Já a Prefeitura da Capital também pagou os salários de novembro nesta quarta. Foram perto de 56 milhões de reais depositados nas contas dos perto de 14 mil servidores municipais. No próximo 20, será pago o salário  de dezembro e o restante do 13º para os que ainda não o receberam. A Prefeitura paga o 13º salário sempre no mês do aniversário do funcionário. Então, o extra será apenas para os que aniversariam no último mês do ano, pois os demais já o receberam. Em dezembro, apenas de verbas municipais, a economia receberá mais uma injeção de 62 milhões de reais. Some-se a isso os valores pagos pela Assembleia Legislativa (salário de novembro já foi quitado e o de dezembro e 13º o serão e breve), além da grana que as prefeituras do interior pagarão aos seus servidores e, só na economia do contra cheque, Rondônia receberá algo em torno de 1,5 bilhão de reais, nos dois últimos meses do ano. É grana pra ninguém botar defeito...

 

TEATRO: FUNCIONAMENTO PARCIAL

Menos ruim. O Teatro Palácio das Artes foi liberado para espetáculos menores, já que ainda tem deficiências em algumas estruturas. Por exemplo: as cortinas não podem ser baixadas. A coxia não está funcionando corretamente. As únicas luzes que existem para iluminação são as frontais. O sistema que foi atingido no acidente de agosto somente será totalmente refeito dentro de alguns meses mas, ao menos até lá, apresentações, shows e pequenos espetáculos poderão ser produzidos e apresentados. Não é o ideal, mas é o possível nesse momento. O que ocorreu é que alguém não autorizado e sem conhecimento pleno do sistema de funcionamento do contrapeso, mexeu nele sem os cuidados necessários. Quase duas toneladas desabaram, felizmente não atingindo ninguém. Mas a reconstrução do sistema (que abre e fecha as cortinas, que controla o funcionamento das coxias e do sistema de iluminação), vai demorar ainda longo tempo, por causa da necessidade de ser fazer uma concorrência, contratar uma empresa especializada, arrumar dinheiro e só então colocar tudo novamente em funcionamento. O que pode ser feito agora é a utilização para apresentações que não necessitem de muitos recursos técnicos. Afora isso, nada mais...

 

PELO FIM DA EXCRESCÊNCIA

Pode-se não concordar com ele. E muita gente não concorda. Mas não se pode acusar Jair Bolsonaro de incoerência. Seu discurso de campanha, voltado contra os programas da esquerda e contra as leis feitas sob medida para proteger, dar guarida e ampliar a imunidade a favor de criminosos, continua sendo mantido, intacto, depois da sua estrondosa vitória. Uma das coisas que o novo presidente combateu, durante anos, são as benesses para bandidos de todos os naipes, incluindo-se aí os acusados de crimes do colarinho branco. Para ele, o perdão presidencial é absurdo e desnecessário. O indulto, que o atual presidente Michel Temer quer ampliar para abrir as portas das cadeias a gente que assaltou os cofres públicos e a praticantes dos mais diferentes crimes, é dessas excrescências legais que Bolsonaro quer acabar. Aliás, sobre o assunto, vale a pena ler, na íntegra, depoimento que ele publicou em seu twitter, nessa quarta: “fui escolhido presidente do Brasil para atender aos anseios do povo brasileiro. Pegar pesado na questão da violência e criminalidade foi um dos nossos principais compromissos de campanha. Garanto a vocês, se houver indulto para criminosos neste ano, certamente será o último”. Clap, Clap, Clap. Muitas palmas para nosso novo líder político.

 

É HOJE: TSE PODE MUDAR ASSEMBLEIA

Nem tudo está decidido em relação à última eleição e à escolha dos 24 deputados estaduais que assumem em 1º de fevereiro. Na tarde desta quinta, por exemplo, pode haver a primeira mudança, através de decisão a ser anunciada pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O tribunal superior vai decidir se a vaga do deputado Geraldo de Rondônia (PSDC), considera eleito ou se no lugar dele entra o ex prefeito de Pimenta Bueno, Jean Mendonça, do Podemos. O que estará em julgamento é se os 202 votos recebidos pela então candidata na coligação, Francisca Valdecira, que concorreu com o nome de Professora Valdecira, sob o número 20.777, serão válidos ou não. Eles foram validados no TRE, o que garantiu a eleição de Geraldo de Rondônia. Caso o TSE mude a decisão e acate a denúncia feita pelo Ministério Público, os pouco mais de duas centenas de votos da candidata serão considerados nulos. Na nova conta que surgiria daí, Jean Mendonça passaria Geraldo de Rondônia e lhe tomaria a vaga. Essa é apenas uma das causas que ainda estão em julgamento na Justiça Eleitoral. Varias outras estão ainda pendentes de julgamento e não se pode afirmar que novas mudanças seriam impossíveis. Vamos aguardar, enfim, o que os membros do TSE decidirão, em todos os casos em que estão sendo colocados sub judice o resultado das urnas, em Rondônia.

ENERGISA CHEGA CHEIA DE PLANOS

Será que, enfim, teremos uma empresa séria, cobrando preços justos e respeitando o consumidor, com a chegada da Energisa, a empresa que comprou a Ceron, que depois virou Eletrobras Rondônia mas que, durante anos, prestou sempre um serviço meia boca para a população rondoniense? Nesta quinta, em dois horários (de manhã, a partir das 9 horas e à tarde depois das 15 horas), a Energisa vai se apresentar oficialmente à imprensa rondoniense, em encontros agendados para o Ecos Hotel Confort, na rua Paulo Leal, no  centro de Porto Velho. O presidente da nova proprietária da Ceron, André Theobald, fará a apresentação dos projetos da empresa, destacará os enormes investimentos previstos e dirá, aos jornalistas convidados, porque a Energisa  pretende se tornar uma das melhores do país, conforme destaca o convite feito para o encontro. Os detalhes dos custos que aparecem na conta do consumidor e vários outros assuntos importantes serão abordados na reunião que se realiza nos dois horários. Já é um bom começo. Conseguir uma informação de interesse publico, que não fosse o famigerado release, com a Ceron/Eletrobras Rondônia, era quase como ganhar na loteria. Se a Energisa começa abrindo suas portas e se aproximando da coletividade, já é um começo muito positivo e promissor. Esperemos que os serviços da empresa sejam tão eficientes quanto suas relações públicas.

 

PERGUNTINHA

Na sua opinião, quem está certo: o presidente Jair Bolsonaro, que já anunciou, aos poucos, 19 dos seus ministros ou seu correligionário, o governador eleito Marcos Rocha, que só apresentará sua equipe quando toda ela estiver montada?

 

 

 

Parceiros

Divulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  Parceiros