Eurípedes Miranda recebeu uma daquelas missões que podem ser chamadas de duríssimas, do governador Daniel Pereira, pouco tempo depois de assumir a Casa Civil. Fosse ele um iniciante, se poderia dizer que foi uma prova de fogo, daquelas que assustam os menos experientes. Mas com sua longa vida pública, que inclui mandato vitorioso como deputado federal e atuações sempre destacadas por onde passou, como o comando da segurança pública no governo Jerônimo Santana,  Mirandinha conseguiu encontrar, num longo e duro debate,  que começou pela manhã e entrou tarde adentro, o caminho ou ao menos o início dele, para pacificação da Caerd. Ele coordenou a reunião, que durou várias horas, em que o Conselho de Administração da Estatal decidiu destituir toda a atual diretoria, encabeçada por Iacira Azamor, que estava no cargo desde 2014 e eleger o funcionário da empresa, Jose Irineu Cardoso Ferreira, como o novo responsável pela Caerd, ocupando a Presidência, com o aval do Sindur, dos servidores da empresa e do próprio Governo. O acordo, costurado por Miranda, ao custo de muito debate, idas e vindas, durante a pesada e cansadíssima reunião, prevê, entre outras coisas, que a nova diretoria terá como prioridade cortar gastos, salários, gratificações, horas extras e quaisquer outros benefícios, buscando uma economia de pelo menos 1 milhão e 200 mil reais, de imediato. O presidente, José Irineu já deu o exemplo, mesmo que simbólico, abrindo mão de jetons, gratificações e, ainda, decidiu pela diminuição do próprio salário, de 26 mil reais para 21 mil reais. Todos os demais diretores terão seus salários diminuídos, já neste mês.

Claro que há ainda enormes desafios pela frente. O primeiro deles será buscar, de todas as formas, recursos para pagamento dos salários atrasados dos servidores, que estão há quatro meses sem receber, além de ainda estarem esperando, também, o 13º de 2017. Outro, o mais difícil de todos, será tentar ressuscitar uma estatal que está tecnicamente morta, com uma dívida de 1 bilhão de reais e cuja sobrevivência parece impossível. Governo, diretoria e servidores da empresa ainda têm esperança, embora só mesmo com uma sucessão de  milagres se conseguirá alguma coisa. A greve da Caerd  deve terminar ainda na manhã desta  sexta e todo o pessoal, a partir do atendimento de uma de suas principais reivindicações  (demitir a diretoria, o que foi feito), certamente vai entrar de corpo e alma nesta nova batalha. Veremos no que vai dar.  Todos os participantes do encontro saíram satisfeitos. Mais que todos, o experiente Eurípedes Miranda, que conseguiu, com jogo de cintura e muito diálogo, encontrar um caminho que parecia ser impossível de ser encontrado.

 

 

 

DE ONDE VIRÁ O DINHEIRO?

A demissão de Iacira Azamor, da presidência da Caerd, era pule de dez, aquela linguagem do turfe em que não há dúvida do que vai acontecer, no final. Ela caiu ontem, depois de um longo período de queda de braço com o Sindur, o sindicato da categoria e muitos dos servidores da empresa de economia mista. No mesmo dia, a Justiça do Trabalho ordenou o pagamento de todos os salários atrasados, sob multa diária de 1 mil reais por cada servidor que está sem receber há quatro meses e que ainda não sabe quando chegará ao seu bolso o 13º do ano passado. Obviamente que decisão judicial se cumpre. O problema continua, contudo. A sentença, não disse de onde deverá vir o dinheiro para pagar os servidores, já que a Caerd, como empresa, está totalmente quebrada.  O Governo, acionista majoritário, não pode investir um só centavo, para pagamento de salários. De onde virá então o milagre da grana, para colocar em dia os vencimentos dos caerdianos? Espera-se que a Justiça do Trabalho indique as fontes de recursos para que os compromissos sejam cumpridos.

 

MDB E PDT DÃO PONTAPÉ INICIAL

Dois eventos políticos de peso estão agendados para este sábado, um em Porto Velho e outro em Ariquemes. Na Capital, o MDB de Maurão de  Carvalho vai confirmar a pré candidatura dele ao Governo, num grande encontro a ser realizado na casa de shows Talismã 21, a partir das nove da manhã. Vão estar lá também os dois candidatos ao Senado, os peso pesados Valdir Raupp e Confúcio Moura, dois ex governadores, além de dezenas de postulantes a cadeiras na Câmara Federal e Assembleia. O presidente regional do MDB, o ex prefeito de Porto Velho e ex deputado Tomáz Correa, anuncia que o partido pretende receber milhares de pessoas da militância e de membros do partido, vindos de todas as regiões do Estado. Quer fazer uma festança política para sacudir o Estado, confirmando de vez que Maurão  é “o” cara dos emedebistas para concorrer ao Governo. Já em Ariquemes, será a vez do PDT mostrar sua força e confirmar a pré candidatura do empresário e senador Acir Gurgacz ao Governo. No encontro que se realizará na Câmara de Vereadores de Ariquemes, serão apresentados também nomes de pré candidatos a todos os cargos que estarão em jogo em outubro, além de começarem a serem definidas as coligações que o partido pretende fazer. Ou seja, tanto em Porto Velho quanto Ariquemes, os poderosos da política começam a se mexer. Outubro vem aí!

 

ADVOGADO APANHA NA DELEGACIA

Um agente de trânsito envolvido em ocorrências policiais, envolvido em casos de truculência e de usar a função pública para resolver problemas pessoais, foi acusado de agredir, com uma cabeçada,  o advogado Breno Mendes, nesta quinta, na Central de Flagrantes da Polícia Civil. Breno estava atuando como defensor de três pessoas detidas, exatamente por terem tido um confronto com o agente. Quando os dois se encontraram dentro da Delegacia, Breno deu voz de prisão ao agente, acusando-o de estar usando a função pública para ameaçar e atacar pessoas trabalhadoras. A discussão esquentou, com um dando voz de prisão ao outro, com troca de ofensas, ate que o agente, segundo Breno, que aparece num vídeo com a boca sangrando, teria desferido  uma cabeçada na boca do até há pouco poderoso secretário do prefeito Hildon Chaves. Vários advogados, representando a OAB, foram para o local, para se postarem ao lado do seu colega, enquanto o agente dizia que ele é que tinha sido agredido por Breno e apenas se defendera. O que não compreende é como um servidor público, denunciado por porte ilegal de arma e agressão, envolvido em atos de truculência, continua exercendo suas funções, como se nada tivesse acontecido. Enfim, mais um episódio lamentável, agora envolvendo denunciada agressão a um advogado. Inacreditável.

 

BADERNA SOB PATROCÍNIO OFICIAL

A quinta-feira foi, novamente, de inferno para os motoristas que trafegam entre Porto Velho e Cuiabá, pela BR 364. Como virou moda no país, sem que uma só autoridade tenha coragem de fazer cumprir a Constituição e acabar com essa sacanagem explícita, contra o direito de ir e vir, um grupo de 100 pessoas fechou a rodovia, a mais de 100 quilômetros de Cuiabá, na direção de Vilhena, impedindo que centenas de caminhões carregados chegassem ao porto de Porto Velho ou os que iam daqui para lá, conseguissem chegar ao seu destino. Como sempre, a Polícia Rodoviária “acompanhou” a movimentação, como se seu papel não fosse de desobstruir imediatamente uma BR, quando ela é criminosamente interrompida. O protesto começou na madrugada e durante toda a manhã continuava, porque um grupelho de um assentamento de sem terra (um tal de Movimento Social Agrário, mais um criado para baderna e irresponsabilidade, sob os olhares complacentes de todas as autoridades (in)competentes), se achou no direito de protestar, impedindo o trânsito na 364. De qualquer forma, não se pode criticar o tal movimento. Já que virou zona mesmo, já que nem Governo, nem Dnit, nem Polícia Rodoviária Federal, nem Ministério Público Federal e nem o Judiciário garantem o direito da maioria dos cidadãos de bem de ir e vir, que se mantenha a baderna, patrocinada pela omissão desses órgãos. Num país sério, isso jamais aconteceria. Mas aqui...

 

ISABELA E DONA MARISIA, DESCULPEM!

Feliz Dia das Mães, Isabela! Sua madrasta e seu pai, que a assassinaram, estão recebendo várias benesses das leis brasileiras, protetora de assassinos, mesmo os mais cruéis. Ana Carolina Jatobá, que a jogou por uma janela do sexto andar, saiu da cadeia neste final de semana para comemorar exatamente o Dia das Mães, como se ela merecesse essa homenagem. Mas a lei é fria. Vale para todos. Até para alguém que assassinou friamente uma menininha como você, Isabela... Bom dia, Dona Marisia! A senhora também está sendo homenageada neste dia das mães. Sua filha, Suzane, aquela que planejou e ajudou a executar seu assassinato, juntamente com seu marido, o pai dela, também está em liberdade, para comemorar essa linda data. Sua filhinha, aliás, está a um passo de conseguir a liberdade provisória. O crime brutal que ela cometeu está sendo esquecido, assim como sua memória, cara dona Marisia! O Brasil se especializou não só em criar uma legislação protetora do mal e da bandidagem, mas também em tripudiar em cima de cadáveres como o seu, usando seu nome para dar benefícios a quem a matou. Um dia isso vai acabar, dona Marisia. Mas até lá, a senhora continuará sendo um símbolo do mal que esse país causa às vítimas dos crimes mais brutais que se tem notícia!

 

CAMURÇA CONTA SUA HISTÓRIA

Carlinhos Camurça foi prefeito de Porto Velho por seis anos. Deixou  sua marca, com muitas obras e preparou a Capital para o futuro. Fez obras de base, tentou melhorar o trânsito (mas decisões judiciais erradas não permitiram que ele continuasse o trabalho) e deu sequência à gestão de seu parceiro, Chiquilito Erse, que teve que abandonar a vida pública no auge da sua vida, quando foi acometido por uma doença terrível, que acabou por matá-lo. Carlinhos ficou fora da política por longos anos, mas agora está de volta. Quer ser deputado estadual e coloca seu nome a disposição do eleitorado. Ele conta um pouco da sua vida, de suas realizações e seus planos para o futuro a Sérgio Pires, na edição desta semana do programa Direto ao Ponto. Você pode acompanhar a entrevista neste sábado, 11h30 da manha, na Record News Rondônia (Canal 31 na TV aberta e 331 na Sky) e ainda poderá vê-la a partir de domingo, na íntegra, no site Gente de Opinião. Vale a pena checar o que esse personagem da história da nossa Capital tem a dizer...

 

PERGUNTINHA

Se você não é do PT ou simpatizante de partidos aliados a ele, o fato de a prisão do ex Presidente Lula estar entrando no segundo mês, faz parte das suas preocupações?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parceiros

Divulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  Parceiros